História Institucional

Esta coleção apresenta imagens de índole diversa mas com um traço comum: a combinação do singular com o valor histórico institucional.

Aqui poderá conhecer Legislação que foi outrora relevante, Dirigentes históricos, Eventos, visitas e festejos marcantes, Máquinas e equipamentos revolucionários na sua época, bem como alguns documentos peculiares.


Legislação

Legislação

Image 1 of 50

11 Outubro 1859 Criação da Repartição de Estatística no Ministério de Obras Públicas, Comércio e Indústria. (Coluna 3) 1.1-1_HI_LEG


Dirigentes

Dirigentes

Image 1 of 20

Elvino de Sousa Brito Foi o responsável máximo pela Repartição de Estatística Geral de 1884 a 1886. A ele se deve a publicação do segundo anuário estatístico de Portugal, renovado relativamente à 1ª edição e inspirado no modelo francês. O texto da sua autoria que abre o «Anuário Estatístico do Reino de Portugal: 1884» (ed. 1886), intitulado “Memória elucidativa: subsídios para o estudo da estatística em Portugal”, é considerado um dos melhores textos de Estatística que se escreveram no séc. XIX em Portugal. Mais tarde presidiu à Comissão para a elaboração de um plano de reestruturação da estatística nacional de que resultou a reforma de 1892. Foi deputado, par do Reino e ministro das Obras Públicas, Comércio e Indústria. 1.2.1_1_HI_DIR


Livro de Honra

Livro de Honra

Image 1 of 7

Capa do livro 1.3-2_HI_LH


Eventos, Visitas e Festejos

Eventos e festividades

Image 1 of 162

Julho 1934 Esta fotografia acompanha uma notícia do jornal DN (21 julho 1934) em que se lê: “Bodas de ouro de funcionário da estatística, Rangel de Lima, diretor geral interino”. De facto, o Eng.º Júlio Rangel de Lima assumiu a função de diretor geral interino na DGE (à época, o diretor geral da DGE era o Prof. Armindo Monteiro). Na foto identifica-se o homenageado (sentado) e, ao seu lado Eng.º Chambica da Fonseca; na extremidade direita, identifica-se o Eng.º Pena Martins. Os três compuseram a Comissão de acompanhamento da obra de construção do edifício do INE. As restantes pessoas do grupo são, muito provavelmente, funcionários da DGE que, à data da notícia (julho 1934), já estava sediada no novo edifício. 1.4.1-1_HI_EVF


Máquinas, Equipamentos e Objetos Antigos

Máquinas e equipamentos

Image 3 of 74

Página 9 da publicação: «O primeiro equipamento mecanográfico dos Serviços de Estatística (Sistema de fichas perfuradas) Reprodução do artigo “Como funcionam as máquinas registadoras adquiridas pela Direção Geral de Estatística”, publicado no jornal “A Situação” em 31-8-1927 1.5.2-2_HI_MEOA


Documentação Oficial

Documentos Oficiais

Image 1 of 22

Quadro de pessoal (1935). Este Quadro de Pessoal é parte integrante da obra «O Instituto Nacional de Estatística» (ed. 1936). Nele lê-se que, à altura da criação do INE (maio 1935), o quadro de pessoal era constituído por 128 trabalhadores distribuídos pelo Quadro técnico, Quadro auxiliar e Pessoal menor. Em termos de estrutura era composto pela Secretaria-geral e 4 Repartições, cada uma responsável por uma área estatística. Cada uma destas macrounidades era subdividida em serviços, havendo 16. 1.6-1_HI_DO